Finanças

Como funciona uma FRANQUIA? O que √© uma FRANQUIA? ūü§Ē TUDO QUE VOC√ä PRECISA SABER SOBRE FRANQUIAS ūüėé

Você aí quer empreender no setor de
franquias, mas ainda não entendeu como funciona esse negócio? Eu vou te falar
agora nesse vídeo como funciona o setor de franquias para que você saiba tudo! Fala, meu amigo,
minha amiga, eu sou Henrique Mol, fundador de um dos maiores grupos de
franquias do Brasil, o Encontre Sua Franquia. Nesse canal eu vou falar tudo
sobre o mundo de franquias. Se é a sua
primeira vez aqui, inscreva no canal, ative o sino porque toda semana tem um
conte√ļdo novo aqui! Como funciona o
modelo de franquia? √Č importante voc√™
entender primeiro que existem duas partes envolvidas nessa relação, que é
o franqueador e o franqueado. O franqueador é aquela empresa, aquele
negócio que desenvolveu um modelo, que é sucesso, teve conhecimento adquirido no
desenvolvimento daquele negócio, possui uma marca registrada, e aí ele vai então,
utilizado o modelo de franquia, para expansão. O franqueado é aquele que
vai receber esse conhecimento do franqueador, possui o direito de
utilização daquela marca para que possa desenvolver-se naquele mercado,
isso seja como ponto físico, seja modelo home office, isso dentro do modelo de
franquia tem vários formatos de negócios distintos. Para você ter uma ideia hoje se fala
muito em franquia, qualquer revista que você hoje ler de empreendedorismo,
negócios, tem uma matéria de franquia, certo? Só que o modelo de franquia existe
h√° muito tempo, h√° muito tempo mesmo. O
berço do modelo de franquias é lá nos Estados Unidos. Foi lá que surgiu
oficialmente o modelo de franquias com as m√°quinas de costuras ‚Äúsingers‚ÄĚ, voc√™
j√° conhece essas m√°quinas. S√£o antigas, mas
se você não conhece, pergunta pra tua avó que ela, tenho certeza, vai conhecer. A máquina surgiu lá em torno de 1850
mais ou menos e ela era uma m√°quina que tinha v√°rios recursos e tinha um
diferencial muito grande com os concorrentes naquela época, só que a
f√°brica que produzia aqueles equipamentos n√£o conseguiu ter
capilaridade, se desenvolver em todo o território nacional. O que ela fez? Ela colocou franqueados e
aí ela foi pioneira isso, onde esses franqueados revendiam
os equipamentos. Ent√£o ela produzia e o
seu franqueado tinha um papel nessa relação comercial de desenvolvimento. Foi através
desse modelo que elas conseguiram desenvolver em todo o território
nacional. Aí surge então, oficialmente, o
que se chama de modelo de franquias para expans√£o. Eu li uma reportagem a um tempo atr√°s
que pesquisadores falam que, na verdade, o modelo de franquia surgiu a
muito tempo atrás, antes da Singer, que foi juntamente com início do
Catolicismo. Eu achei essa história bem
legal e compartilho aqui. N√£o quero
falar nada de religião no meu canal, mas é uma história bem legal onde o
modelo de franquia, quando a gente fala das igrejas católicas, o vaticano ele
seria, comparado ao modelo de franquia, ao franqueador. O padre seria o franqueado; a paróquia
seria unidade franqueada; o dízimo seria a cobrança dos royalties. Modelo de
franquia fala em transferência de conhecimento a todo momento, que no
catolicismo seria o que, a bíblia, e a marca seria a cruz. Essa é uma história que
eu escutei, achei legal, mas nada oficial. Oficialmente mesmo foi com a Singer, com as
máquinas de costura. Lá nos Estados Unidos então na década de
50, começou um boom, várias marcas surgindo, como por exemplo o McDonald’s,
que todo mundo quando fala em franquia, fala em McDonald’s. Essa talvez seja a
franquia mais conhecida mundialmente falando. Aqui no Brasil, pra que vocês tenham
ideia, surgiu na década de 70, principalmente com escolas de idiomas,
CNA, Yazigi e outras marcas com produtos, por exemplo o Boticário, que é hoje a
maior rede de franquia em n√ļmero de unidades no pa√≠s. S√≥ que naquela √©poca, naquela d√©cada de
70, não existia nenhuma regulamentação, não
existia quando o modelo ofertava o modelo de franquia, regras que ela
deveria seguir. E aí na década de 80 foi o boom aqui no
Brasil onde não só escola de idiomas ou
produtos, começaram a usar dessa plataforma de crescimento, franquias, para
crescer nos seus negócios. E aí começou várias marcas em diferentes
setores a ofertarem um modelo de franquia. E aí em 87 surgiu uma
associação. Foi a primeira associação no
mercado de franquias que foi a ABF, Associação Brasileira de Franquias que
teve um papel fundamental, que foi o quê? Ser um regulamentador entre essa
relação de franqueador e franqueado, colocando regras,
conselho de ética para aquelas a empresas que queriam ofertar o modelo de
franquia, e aí foi bem legal que em 94 surgiu uma lei, que é a lei de franquias,
uma lei 8.955. Essa lei é muito
importante nessa relação de franquia, franqueador, franqueado porque ela dita
regras. Ent√£o hoje, por exemplo, quando tem
um modelo de negócio que ele quer se transformar em um modelo de franquia ele
precisa seguir algumas regras que s√£o claras nessa lei 8.955, e um dos itens
dessa lei que é muito importante é que a franqueadora precisa ter um documento
que se chama COF. Se você está
buscando franquia, já deve ter escutado um pouquinho sobre COF. COF é a circular
de oferta de franquia. Esse é um
documento que ele fala tudo que aquele modelo de negócio funciona, fala como
ele funciona, como vai ser a forma de trabalho do franqueado, quais s√£o os
fornecedores homologados, qual a forma de ganho, mercado, território que ela atua,
valores financeiros que ela vai pagar inicialmente, mensalmente. Ent√£o
é um manual para que o candidato possa ler e entender antes de fechar
contrato com aquela franquia, para entender realmente se é aquele modelo de
negócio que ele quer empreender, aquele candidato. Esse COF é muito importante, e na lei
também de franquias fala que a franqueadora não pode fechar uma nova
franquia com o franqueado com menos de 10 dias do recebimento da COF. Ent√£o na
primeira relação, normalmente o franqueador ele vai mandar essa COF
para o candidato, para que o candidato entenda e só depois de 10 dias é que
pode ter algum pagamento ou assinatura de contrato de franquia. Antes disso, n√£o, e se acontecer pode se
gerar uma anula√ß√£o da unidade daquele contrato, ok? √Č importante que voc√™ entenda que
nessa relação, franqueador e franqueado, vai existir algumas cobranças. Então para você se tornar um franqueado
você tem que pagar algumas taxas. Primeiro é uma taxa de franquia, que é
uma taxa que você paga para entrar dentro daquele modelo de franquia. Essa
taxa de franquia ela pode ser cobrada uma √ļnica vez,
existem modelos franquias que cobram na renovação do contrato, que normalmente,
na relação de franquia, gira em torno de
5 anos. Essa é a primeira taxa. Depois você tem
os royalties, que são valores cobrados mensalmente, e aí a cobrança desses
royalties pode ser de diferentes formas. Por exemplo, um valor fixo, e independente
da unidade franqueada, faz chuva, faz sol, se tem lucro, prejuízo, ela vai pagar
para a franqueadora. Existe também a
cobrança que é um percentual sobre o faturamento. Então o franqueador estipula
um percentual que, baseado no faturamento da unidade, vai cobrar. Ent√£o isso tem um valor referente
ao faturamento, normalmente quando se coloca um percentual sobre o faturamento,
o franqueador também coloca um valor mínimo que vai ser faturado. Se não
atingir pelo menos x de royalties, eu vou te
cobrar o mínimo da unidade franqueada. Existe uma outra forma de cobrança
também quem são os royalties por compras. O que seria isso? Normalmente isso
acontece no modelo de negócio que tem o produto, uma revenda de um produto. Então o franqueador ele cobra os
royalties na compra que a unidade franqueada faz desses produtos que ela
vai vender no seu ponto de vendas. Então nós temos hoje três formas
diferentes de cobrança de royalties. Existe também a taxa de propaganda. Mas
o que é importante você entender? Quando
a gente fala de fundo de propaganda e modelo de franquia, não é uma receita da
franqueadora. A receita da franqueadora
vai vir principalmente da taxa de franquia e dos royalties. A franqueadora vai fazer a gest√£o
desse recurso para investir em marketing que beneficie todos daquela rede, e essa
é uma das grandes vantagens que existe no modelo de franquia. Quando o modelo
cresce, v√°rios v√£o participando, financeiramente
falando, para que se invista em marketing e todos que levantam a mesma bandeira
tem um benefício desse marketing, e conhecimento e credibilidade que essa
marca vai tendo no seu mercado. Então é uma outra cobrança que existe. O fundo de propaganda também pode ser um
valor fixo ou também pode ser um percentual sobre o faturamento que
aquela unidade tem naquele mês, ok? O que é importante que você entenda,
por favor? Entenda isso, e eu como
franqueador, propriet√°rio de v√°rias redes de franquias,
eu falo que esse talvez seja o nosso maior desafio. As pessoas acham, muitas delas, que
franquia é bilhete premiado. Escuta aqui! Franquia não é bilhete premiado, tá bom? Vamos ficar claros com relação a isso. O que
eu falo no modelo de franquia? Você não vai comprar um modelo de
franquia e no outro mês vai gerar resultado financeiro. Nós não estamos
falando em um negócio que a garantia é 100% de resultado positivo, e que não
exista trabalho. Então é muito importante
que você entenda isso, por favor! Quando a gente fala num modelo de
franquia, comparado com o modelo de negócio independente, primeiro é
importante que você entenda que o modelo de franquia, a probabilidade de ele dar
certo é maior do que o modelo independente. Por que? Porque existe um negócio que já
tem maturidade e conhecimento, que transfere para a unidade franqueada
conhecimento, pra n√£o cometer os mesmos erros, pra fazer aquilo que d√° certo,
v√°rias pessoas levantando a mesma bandeira, credibilidade da marca. Ent√£o
você tem uma relação mais sólida e uma probabilidade maior de dar certo. Pesquisa, por exemplo, do SEBRAE, ele fala
que em 10 anos, para que você tem ideia, a média de mortalidade de
unidades franqueadas gira em torno de 15%. Quando nós falamos de unidades
independentes, nós estamos falando em torno de 75%. Então eu diria 5x
mais chance de dar certo se você atuar através do modelo de franquia. Mas o
risco, é importante que você entenda, sempre vai existir. E o personagem
principal sempre vai ser o empreendedor. Então quando você se interessa por um
modelo de franquia, importante que ali você vai precisar trabalhar, e trabalhar
muito pra que aquele negócio dê certo. A gente fala muito no modelo de franquia
de ter a barriga no balc√£o atuando no dia a dia, tendo o suporte da
franqueadora, pra que aquele negócio aconteça. Se deixar ele ir sozinho lá na mão de
terceiros, sinceramente, n√£o vai acontecer e esse, talvez n√£o seja a melhor forma
de investimento ou de planejamento financeiro que você queira fazer aí na
sua vida. Pra que você saiba, esse mercado, mesmo
instabilidades econ√īmicas, ele cresce, e isso a gente vem
acompanhando em revistas, veículos de imprensa o crescimento mesmo em períodos
de instabilidade e de crise econ√īmica que o pa√≠s, por exemplo, vem passando nos
√ļltimos anos. √Č um mercado muito s√≥lido e vem
crescendo bastante, e é por isso até que se fala muito em franquias. Eu falo
que o brasileiro tem dois grandes sonhos: ter o próprio negócio e ter a sua casa
própria, mas a maturidade
pra ter o próprio negócio, querer e ter requer conhecimento,
bagagem, que o modelo de franquia oferece aquele empreendedor. E faz ent√£o que
a mortalidade seja menor e cres√ßa mesmo em instabilidades econ√īmicas. Para voc√™
ter uma ideia um pouquinho desse setor, hoje nós estamos falando em torno de 3
mil marcas! Então tem franquia do que você
imaginar, de produto, de serviço, ponto físico, home office, tem de tudo que você
imagina. Nós estamos falando hoje que essas
unidades franqueadas movimentam financeiramente em torno de 200 bilh√Ķes
por ano! Essa é uma média que deve
girar em 2019. Emprega uma média de 6
milh√Ķes de pessoas e tem uma representatividade em torno de 3% do PIB. Isso mostra um pouquinho do tamanho
desse setor de franquias, por que ele vem crescendo a cada ano, por que que a
gente vem tendo muita notícia falando sobre franquias, é
realmente pela solidez de crescimento desse setor em franqueadoras e unidades
franqueadas, quando nós falamos em empreender, beleza? Deu pra você
entender como funciona uma franquia, passando desde a origem, como surgiu,
como surgiu aqui no Brasil, a lei de franquias, cobranças, responsabilidades. Se você gostou desse vídeo, comente aqui
pra mim no meu canal para que a gente possa entender se esse conte√ļdo est√°
sendo relevante aí pra você! Te encontro no próximo vídeo!

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Sobre o autor | Website